TAG – LEITOR / ESCRITOR ENTREVISTADO: Condessa Da Escuridão

Opinião série Silêncio na Floresta
agosto 17, 2020
Opinião sobre Reckoning (Acerto de Contas)
agosto 24, 2020
Show all

 TAG – LEITOR / ESCRITOR

ENTREVISTADO: Condessa Da Escuridão

Mini biografia.

Condessa da Escuridão é uma Ghost Writer.

Tem 26 anos e reside nessa selva de pedra chamada São Paulo.

Iniciou no mundo literário como beta, influencer e resenhista e desde então tem algumas parcerias com autores independentes e editoras.

Condessa escreveu o conto “A Casa Na Árvore” na Antologia Nightmares 2- Pesadelos Para Quem Dorme Acordado e “Piloto 047F” para a antologia Área 55- O Brasil Na Rota Alienígena. Ambas pela Elemental Editoração.

Também participou da Antologia Soturnos, com o conto “Morrer Não Dói”

Devaneios Cemiteriais com o conto: “O Medalhão”

Atmosfera Fantasma com o conto: ” A Dança Com A Morte”

Antologia Vampírica com o conto: “Os Olhos Da Morte”

LEITOR

Qual o livro que marcou sua vida? Por quê?

R: A Coleção “A Maldição Do Tigre”. Por ser a  primeira coleção de fantasia a ler e me encantar.

Qual seu estilo literário preferido?

R: Terror/Suspense

Cite um livro que todo mundo ama e você odeia.

R: Não consigo lembrar de nenhum no momento que eu odeie. 

Cite um lugar que você quis ou quer conhecer por causa de um livro.

R: Índia

Melhor escritor de todos os tempos

R: José Mojica (Zé Do Caixão)

Cite um livro que te deu muito medo.

R: Até agora nenhum

Cite um livro que te fez chorar.

R: Não cheguei a chorar,  mas a história me fez analisar muitas coisas. 

O conto “Coisas De Meninos” do autor Alexandre Braoios. 

Um livro que você leu para ou com os seus filhos.

R: Para meus sobrinhos: O Pequeno Príncipe.

Um autor que te surpreendeu

R: Nossa, difícil essa rs. A maioria dos nacionais que conheço.

Um autor que você é fã de carteirinha 

R: Vários: Andre Braga, Carlos Gomes, Fernando Lima, Débora Gimenes, Jhefferson Passos, Marcia Arantes, Amr. Wolf, Rafael Santos, Juliano Furlanetto, Lord Jefferson e muitos outros.

ESCRITOR

Como foi o processo para você se tornar escritor?

R: Tinha vários contos engavetados, e em um dia surgiu o convite do Carlos, para participar de uma Antologia maravilhosa. Nightmares 2- Pesadelos para quem dorme acordado.De início achei que não fosse passar por não saber como iniciar no universo, mas depois que meu conto foi aceito, foi só participar de mais. 

Qual o estilo de escrita que você se identifica mais?

R: Terror/suspense, Sci-fi e Hot.

Qual sua maior decepção como escritor?

R: Ver que muitos escritores começam debaixo e só porque fazem um cursinho se acham os fodões da escrita e menosprezam os outros.

O que te traz mais prazer na escrita?

R: O simples fato de escrever e saber que alguém irá ler. 

Você tem um ritual na hora de escrever?

R: Fecho os olhos e deixo fluir

Qual dos seus trabalhos te deu mais prazer?

R: Todos 

Você já foi reconhecido na rua, ou em um evento?

R: Ainda bem que não, porque não uso minha foto nas redes. Mas na Horror, alguns me conheceram pessoalmente. 

Você gosta de personagens padrões (o protagonista perfeitinho, a protagonista linda e delicada, o antagonista feio e mal) ou prefere se arriscar com o novo?

R: Amo arriscar com o novo. Clichê não é muito comigo. 

Você prefere publicar por editora ou a liberdade de ser um autor independente?

R: Depende. Se for uma editora que trabalha juntamente com o autor pelo mesmo ideal, vale a pena. Mas o melhor mesmo é ser autor independente.

Quais seus próximos projetos?

R: Publicar de forma independente na Amazon.

E os físicos pelas editoras: Círculo Soturnos e Elemental Editoração.

2 Comentários

  1. Humberto Lima disse:

    Essa condessa é uma mocinha maravilhosa e escritora de mão cheia 🙂

  2. Super Condessa, uma das organizadoras no projeto Come in Handy, autora convidada na Área 55, participante na coletânea Nightmares e ainda cheia de textos a nos mostrar. Parabéns e Sucesso sempre.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.