Curon – Série da Netflix – Opinião

TAG LEITOR/ ESCRITOR – ENTREVISTA ERISVALDO CORREIA EDITORA ARKANUS
agosto 7, 2020
Entrevista Meg Mendes
agosto 14, 2020
Show all

Curon

Recomendo? Claro que sim.

Nota 4 de 5

Curon é uma série italiana de suspense, drama e sobrenatural, lançada no dia 8 de junho pela Netflix globalmente. Ela foi criada por Ezio Abbate, Ivano Fachin, Giovanni Galassi e Tommaso Matano, é estrelada por Margherita Morchio e Federico Russo.

Os gêmeos Daria (Margherita Morchio) e Mauro Raina (Federico Russo) retornam à estranha cidade natal de sua mãe, Curon, no norte da Itália. Dezessete anos atrás, sua mãe Anna Raina (Valeria Bilello) fugiu da cidade, grávida dos gêmeos, após a morte trágica de sua própria mãe. Os três chegam ao hotel da família, que está fechado desde então. Depois de uma recepção calorosa, torna-se evidente que ninguém quer Anna e seus filhos de volta à cidade, nem mesmo o pai de Anna, Thomas (Luca Lionello). De fato, os gêmeos também não querem ficar, estão ansiosos para voltar para sua casa em Milão.

Minha humilde opinião.

Dezessete anos depois de ter ido embora grávida, Anna retorna a sua cidade natal com os Gêmeos Daria e Mauro. Os adolescentes são o oposto, Daria é valente, rebelde e adora uma confusão, já Mauro é tímido, quieto e adora tecnologia. Ambos são muito apegados a Anna, mas Mauro é mais carinhoso e dependente dela, talvez por ter problemas de audição.

Anna e os filhos não são tão bem recebidos no hotel da família pelo pai dela, afinal o patriarca nunca quis que a filha voltasse para a cidade, pois sempre temeu pela maldição do sino.

Anna revela a ele que tem pesadelos com o dia em que a mão se matou e Thomas, implora para que ela vá embora para que os pesadelos dela não se tornem o dos filhos.

As crianças ficam sabendo que seus antepassados mandavam em Curon e que eles eram responsáveis pela represa alagar a antiga cidade e com isso trazer a tona a maldição do sino: Quando o sino da igreja submersa começa a tocar a pessoa que o escuta morre. Só que é um segredo muito maior por trás dessas mortes, algo mais surreal que vocês vão ter que descobrir sozinhos vendo a série.

Existe uma pequena comunidade com pouco mais de 2000 habitantes no norte da Itália chamada Curon Venosta e pelo jeito a série foi filmada lá. Dei um Google e vi a torre da igreja submersa entre outras construções sob a água. A comunidade fica na divida da Áustria e da Suécia.

Pontos altos: Lenda, paisagem, atuação

Pontos baixos: Pequenas pontas soltas que espero serem amarradas no decorrer da série.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.